Sobre Ghost Writer para artigos de Sites (Conteúdo para Web)

Um bom Ghost Writer (escritor profissional ou ‘escritor fantasma’) pode ser um recurso valioso tanto para sites de venda online como para sites institucionais ou de serviços. Quem está construindo o site ou já o tem pronto, mas não funcional, ou seja, não está gerando visitas e contatos como o esperado, tem sempre de se ater à questão da qualidade do conteúdo.

De nada adianta um site com layout interessante (vitrine) e cheio de tecnologias se o conteúdo não sustenta a imagem, se o texto não traduz a marca ou a mensagem em algo confiável, responsável e atrativo.

Artigos copiados, plagiados ou sem técnica de redação para web, além de não ajudarem (pelo contrário, atrapalham e muito) no índice de qualificação para os mecanismos de busca, como Google, Yahoo ou Bing, ainda espantam ou não passam credibilidade suficiente aos visitantes que chegam ao site através de anúncios pagos, caso os use.

O conteúdo deve ser:

Relevante: tratar do assunto principal do site de forma a prender a atenção do visitante, mantê-lo conectado, convencê-lo de que está no lugar certo e levá-lo a percorrer outras páginas de igual interesse, saciando sua busca por determinado tema. Informações corretas, bem escritas, bem distribuídas, de forma a “dar” ao leitor aquilo que ele procura.

Original: manter sempre artigos e textos originais, exclusivos em seu site irá garantir uma imagem de dinamismo, seriedade e investimento na qualidade da informação. Copiar conteúdos descaradamente, além de ser uma prática vergonhosa, ainda é passível de punição pelos sites de busca.

Objetivo: dizer de maneira clara, organizada e sucinta o que deseja passar ao visitante. Textos extensos e mal distribuídos são cansativos e, invariavelmente, desestimulam a leitura completa.

Diferenciação de Valores

Um dos maiores problemas na contratação de um escritor/redator para o conteúdo é a busca pelo menor preço em vez da garantia de qualidade pelo valor justo.

Muitas pessoas gostam de escrever, se julgam aptas e se lançam no mercado de criação de conteúdo propondo valores baixos. Estão atrás de trabalhos freelas para complementar a renda ou mesmo formar renda, no caso de desempregados. Não duram muito no mercado da escrita, isso é certo, até porque não conseguem se manter, mesmo sem qualificação, cobrando valores irreais que chegam a ser ofensivos para quem realmente trabalha na área.

O que se consegue, efetivamente, quando se contrata alguém com base no menor preço são textos não originais, geralmente copiados e apenas maquiados; por vezes, um amontoado de frases sem uma conexão de ideias, gramaticalmente sofríveis e sem técnica. Com sorte, alguns artigos desinteressantes ou pouco motivadores, que não trarão o retorno desejado.

É preciso muito mais do que apenas gostar ou ter facilidade para palavras. Experiência em vários estilos, conhecimento sobre os mecanismos de busca, de marketing, de técnicas SEO, redação publicitária, criatividade, sensibilidade para converter em texto a mensagem que se pretende passar, disponibilidade para pesquisar sobre o tema, entendê-lo e transmiti-lo de acordo com as necessidades do cliente.

É isso que oferecemos na Vila Romana – artigos de alta qualidade, seguindo diretrizes e técnicas para mecanismos de busca da web, e que irão gerar tráfego ao seu site, reação positiva dos visitantes/leitores, retorno de investimento e ainda mais credibilidade para sua marca, empresa ou produto.

 

Deixe uma resposta