Vícios de Linguagem – Cacófatos

O que é um Cacófato?

Hoje ouvi passar um vendedor de bilhetes de loteria. Achava que “bilheteiro” era uma atividade extinta  e que resultado de loteria federal, atualmente, só servisse de referência para outras premiações, concursos e contravenções. Há tempos que não entro em uma lotérica. Minha sorte em jogos teria de ser dupla: acertar os números sorteados e ainda achar o cartão premiado, talvez pela rua. Então, me desculpem parentes, amigos e credores, mas minha vida lotérica é um cacófato: nunca ganho nada.

Cacófato. Palavrinha esquisita e feia para designar algo feio e esquisito.

Definição: sons feios, desagradáveis, impróprios ou com sentido equívoco, produzidos pela união dos sons de duas ou mais palavras vizinhas. Muitas vezes é preciso um bom exercício para enxergá-las num texto. Mas, é claro, devem ser evitadas, a não ser que sejam propositais. Algumas são muito conhecidas, usadas em “canções” e também por humoristas como o pessoal do Casseta e Planeta.

Exemplos que me ocorreram agora:
• Vou-me já.
• Tirei da boca dela.
• Ele já havia dado essas informações.
• Ainda bem que a minha mãe me teve no Rio. Eu seria paulista se ela não tivesse me tido no Rio.
• Topei dando nela com a vara de toca gado
• Nosso hino deve ser cantado por cada palmeirense.

E outras tantas que encheriam páginas. Mas e o “bilheteiro” ? Bom, esse passou aqui pela rua vendendo sua mercadoria :
– Olha o bilhete! Hoje é dia bão . Olha o bilhete! Vaca, galo, porco, veado. Olha o bilhete!

Ednucci

Deixe uma resposta