Confirmada a participação do escritor angolano Valter Hugo Mãe na Flip

valter hugo mãeA 9ª edição da Festa Literária Internacional de Paraty (FLIP), que terá Oswald de Andrade como homenageado, contará com a presença do escritor angolano Valter Hugo Mãe, reconhecido por José Saramago como um verdadeiro “tsunami literário”.

Escritor, editor, artista plástico, cantor e DJ, Valter Hugo Mãe, nascido em 1971, em Saurino, Angola, ganhou o Prêmio Literário José Saramago em 2007 com o livro “o remorso de baltazar serapião”.

Em seu estilo ( ou conceito ), Hugo Mãe rompe com algumas normas gramaticais, segundo ele, para agilizar a leitura. Não utiliza letras maiúsculas, abomina reticências e pouco usa sinais de pontuação nas frases. Diálogos, só entre aspas.

Durante o evento no litoral fluminense, que neste ano acontece de 6 a 10 de julho, o escritor lançará, pela editora Cosac&Naify, o romance “a máquina de fazer espanhóis”, reconhecido em Portugal como o grande acontecimento literário português de 2010.

remorso de baltazar serapíão – Sinopse

Com linguagem exuberante, relata a desastrada existência dos sargas, “nascidos de pai e vaca”, e as desventuras de seu primogênito, baltazar serapião, o narrador da história, tragicamente enamorado por ermesinda, de extrema beleza. Fruto de uma invenção radical, que combina tempos, ritmos e oralidades arcaicos, primitivos, com um recorte narrativo altamente contemporâneo, o remorso de baltazar serapião é daqueles livros excepcionais que parece ter encontrado uma tecla secreta da linguagem, que a dispara e faz florescer de maneira incomparável. Não foi por outra razão que o próprio Saramago, ao lê-lo, afirmou: “às vezes tive a impressão de assistir a um novo parto da língua portuguesa”.aolp (fonte: site da Livraria Martins Fontes)

 

a máquina de fazer espanhóis – Sinopse

Esta é a história de quem, no momento mais árido da vida, se surpreende com a manifestação ainda de uma alegria. Uma alegria complexa, até difícil de aceitar, mas que comprova a validade do ser humano até ao seu último segundo. “A máquina de fazer espanhóis” é uma aventura irónica, trágica e divertida, pela madura idade, que será uma maturidade diferente, um estádio de conhecimento outro no qual o indivíduo se repensa para reincidir ou mudar. O que mudará na vida de antónio silva, com oitenta e quatro anos, no dia em que violentamente o seu mundo se transforma?

 

Atualizado 2011-01-26  19:54:10

Deixe uma resposta